A operadora do futuro - Parte 1 - Estrada escura

Olá, caro leitor, tudo certo?

Há tempos não escrevo no blog do Minerador e confesso que eu estava com saudades. Escrever é como tomar cerveja, demoramos para criar o hábito e depois que criamos, não conseguimos largar...... Isso merece uma citação:

Escrever é como tomar cerveja, demoramos para criar o hábito e depois que criamos, não conseguimos largar.

correio bebasso

Agora que com mais tempo livre, vou me dedicar a escrever uma série de posts com o título que você viu ali em cima (talvez uns 4 ou 5, não sei ao certo).

Como alguns sabem, passamos por alguns períodos de turbulência aqui no Minerador e agora botamos a casa em ordem. Quando empreendemos sabemos dos riscos envolvidos - tal qual o casamento (brincadeira, hein) - e o nosso trabalho como empreendedor é gerenciar esse risco e obter resultados, porém, às vezes as coisas não saem como esperamos.

Ao longo de mais de 3 anos do Minerador, aprendemos muito sobre telecom e como é da natureza de qualquer startup, ficávamos viajando de como poderíamos revolucionar esse mercado. O fato de não estarmos envolvido diretamente na operação do canal de vendas da operadora, sempre nos deu a vantagem de olharmos de fora e pensar em soluções simples para problemas corriqueiros. Isso é mais difícil acontecer quando estamos no olho do furacão. Chegamos até a pensar em criar uma operadora depois percebemos que para isso precisaria de muito dinheiro em infra e talvez não sobrasse para pagar o estagiário.

Muitas das ideias que tivemos não são revolucionárias, mas sim soluções simples para problemas comuns de qualquer empresa que cresceu de maneira desestruturada. Como é de se esperar, a grande maioria delas é embasada na aplicação do nosso produto Minerador, em larga escala.

Mas chega de lero-lero, vamos ao que importa:

A falta de visibilidade do seu canal de vendas

Vou te propor um desafio. Na próxima vez que você estiver dirigindo naquelas estradas do interior que não tem iluminação pública e que a única fonte de luz são os faróis do seu carro, experimente desligá-los por alguns segundos com o veículo em movimento. Eu já fiz isso e confesso que é uma das sensações mais amedrontadoras que pode existir.

Agora, imagina você comandar um canal de vendas que paga milhões em comissões todos os meses sem ao menos ter métricas fidedignas e em tempo real desse canal? Mas que métricas você está falando? Daquelas que qualquer líder de vendas tem que ter:

  • Quanto tem de oportunidades no seu funil de vendas?
  • Qual o tempo médio de fechamento de um contrato?
  • Quanto é a previsão de geração de receita para a sua empresa?
  • Qual é a performance média de um consultor?
  • Quão longe você está da meta do mês?
  • Complete com outras aqui

Você não tem esses números? Então olha só o que vai acontecer quando você ligar os faróis do seu carro no final do mês:

Buuuuuuu

Beleza e agora que eu tenho esses números que eu você falou, o que eu faço? Bom, agora você vai entender onde estão os gargalos e como você pode trabalhar para melhorá-los. Já falamos desse tema aqui. Vai estudar "muleke".

E o Minerador nessa história toda de estrada e menina assustadora?

Explico...

O Minerador é, também, uma ferramenta de funil de vendas com propostas para telecom. Isso significa que um Agente Autorizado Claro Empresas que comercializa telecom pode saber através de gráficos, tabelas quanto tem de oportunidades no seu funil de vendas de maneira simples e em tempo real. Ele também pode fazer o controle das vendas que já foram fechadas (só não integra com o PNC CPC) e que estão em processo de input na operadora, como se fosse uma esteira de uma indústria. Na verdade, ele pode fazer um montão de coisas legais, com o Business Intelligence do Minerador, mas não vou focar nisso, se quiser saber mais, clique aqui. Vai estudar "muleke"[2].

Fluxo Minerador

E para saber de todos os AACEs do Brasil?

Agora ficou fácil. Se cada consultor tem um funil no Minerador (das negociações até a ativação do pedido) e por sua vez o dono do AACE consegue vê-las, não é dificil pensar que cada Gerente de Canal poderia ver os números dos seus AACEs (detalhado ou somado), o coordenador dos seus e assim por diante até chegar no responsável por toda a operação no Brasil, o diretor nacional.

ooohhhhh

FAQ
  • E isso é coisa do futuro? Não meu amigo(a), isso é a coisa mais normal do mundo.
  • E demora para fazer isso? Não, está 99% pronto!
  • Então porque vocês não acabam? Porque nossos clientes são os AACEs e não a operadora

Mas, para ficar Claro™ de vez, fiz uma figura que ilustra o que estou falando.

Figura

Toda hierarquia da operadora dentro de um sistema único e integrado com os seus outros sistemas visando melhorias de processo, comunicação e redução de desperdício. Essa é só a pontinha do iceberg. Imagine só um backoffice poder abrir um chamado de troca de carteira para o seu GC sem precisar do WhatsApp ou do email e ele ainda receber uma notificação direto no seu celular? Sim, isso é possivel.

Rumo ao topo?

Parte 2 - Feira de Pedidos