A corrida até a meta no fim do mês

Com a chegada do horário de verão está oficialmente aberta a temporada 2018 (para vocês também, galera do Norte e Nordeste!). A partir de agora é aquela corrida contra o tempo para bater as metas e garantir a receita para os tempos difíceis do final do ano.

Aliás, a corrida de vendas no final do mês tem algo em comum com as maratonas. Você já assistiu à Corrida de São Silvestre? Aquela que acontece no dia 31 de dezembro, finaleira do ano. Pois é, repara bem: quando os atletas estão próximos da linha de chegada, eles aceleram!! De onde eles tiram essa energia toda depois de correr tantos quilômetros?

O fato é que ao enxergar a sua "meta", o corpo dos atletas libera uma quantidade enorme de endorfina, o que faz com que eles tenham a energia suficiente para fazer o sprint final.

Estamos chegando novamente no final do mês e a essa altura você deveria estar olhando atentamente para o painel do Minerador - o famoso Dashboard - e traçando os planos para garantir que você também alcance a linha de chegada. No dash estão reunidas várias informações importantes que podem fazer a diferença entre atingir a faixa ou não. Nesse artigo, vou te mostrar algumas análises simples que você pode fazer com o Dashboard do Minerador para avaliar o desempenho da sua equipe e dar aquela acelerada agora no final do mês.

Analisar a receita garantida

A primeira análise que todo gestor gosta de fazer é da receita garantida do mês, ou seja, o que já foi ativado e o que ainda vai ser portado nesse mês. Separamos o status "Concluído/Insp. Pendente" destacando os pedidos que já têm data de portabilidade agendada para esse mês.

Como sempre, você pode ver as mesmas informações tanto na aba "Fluxo" quanto no gráfico de BI.

No Fluxo, não precisa de nenhuma configuração, basta ver as duas últimas colunas da tabela. A primeira linha contém as linhas de Novo, Portabilidade, Incremento e Banda Larga, aquilo que realmente conta para atingir a meta, portanto, basta somar o valor da primeira linha nas colunas "Porta neste Mês" e "Ativado".

Para fazer a mesma análise pelo gráfico de BI, basta fazer a seleção dos filtros deixando ativos somente Linhas Novas, Portabilidade, Incremento e BL. Ative também os filtros dos planos de voz, como esse exemplo aqui: 🢃

No filtro de status basta selecionar "Porta neste Mês" e "Ativado".

Ao analisar esses números, você tem o potencial de receita que terá nesse mês e pode verificar o quão longe da faixa ainda está. Se ainda não tiver batido a faixa que você busca, você sempre pode contar com o incremento para subir de faixa.

Analisar cada equipe e cada consultor individualmente

Não basta ter a visão macro do AACE, você precisa saber como cada consultor está performando para ajudá-los a fechar mais vendas. Pensando nisso, o dashboard permite que você filtre os resultados por consultor ou mesmo por equipe.

Nesse exemplo, eu selecionei a equipe Quarteto Fantástico e o consultor Bruce Wayne e consigo ver que ele está no caminho para bater sua meta. O gráfico das ativações do Wayne está crescendo de forma semelhante à linha de meta e no dia 17, as curvas chegam a se cruzar, o que demonstra que ele está performando melhor do que o esperado para esse dia.

Imagine também a situação inversa, em que a performance do consultor está muito aquém do esperado (muito longe da meta). Nesse momento, é papel do gestor tentar descobrir o que está acontecendo com ele e tentar ajudar de alguma forma. Pode ser que o consultor esteja com dificuldade de avançar com as vendas e você poderia atuar para ajudá-lo.

Acompanhar o seu IDP

Uma métrica bastante comum no mundo de telecom é o IDP mas alguns AACEs não conhecem realmente o seu índice de devolução, usam a métrica padrão de 30%.

Com o novo Dash do Minerador você tem a chance de medir efetivamente seu IDP e agir para melhorá-lo. Lembre-se que cada pedido perdido é receita que você deixa de ganhar. Se você utiliza as melhores práticas para acompanhar seus pedidos no Minerador (vou falar mais sobre isso em um próximo artigo), conseguirá filtrar por tags como "Reprovo em Primeiro Nível" ou "Reprovo em Segundo Nível" e saber exatamente quais problemas estão impactando mais o seu índice.

No gráfico abaixo as duas áreas em vermelho (a primeira e a segunda áreas na base do gráfico) representam respectivamente os pedidos perdidos e os pedidos rejeitados no crédito e as demais áreas representam todos os pedidos inputados. Nesse exemplo, o IDP é de cerca de 26%, abaixo dos 30% mas ainda assim, pode melhorar.

Analisar seu IDP corretamente está diretamente ligado à eficiência com que seus consultores trabalham. Não adianta eles investirem tanto tempo em uma negociação para ela simplesmente ser reprovada, certo? Se o seu volume de reprovo estiver muito alto, é bom analisar com carinho os motivos e tentar melhorar esse índice.

Essas são apenas algumas das possibilidades de análise com o novo Dashboard do Minerador. Você, enquanto gestor, consegue extrair vários dados da sua operação, desde as negociações (lembre sempre de dar o joinha para registrar as negociações ganhas ou perdidadas) até a ativação do pedido. Use o Dashboard para melhorar a sua operação e se tiver qualquer dúvida, conte sempre com o nosso time para te ajudar!!

Até a próxima e boas vendas.